Parcerias sintomáticas, Psicanálise & literatura: uma nova moral sexual civilizada?

Fundamentais na (re)composição dos laços da família contemporânea, modos de gozo singulares parecem gerar uma nova moral sexual civilizada e, em conseqüência, novas doenças nervosas. Como a psicanálise, que não teria criado, ela própria, uma erótica, conversa com a presença marcante do erotismo, da obscenidade e da pornografia na nossa cotidianidade, bem como na literatura contemporânea?

28 março de 2015: Georges Bataille: A História do Olho, o poético e o obsceno.

25 abril de 2015: Bataille e Lacan: “erotismo é o que se opõe ao útil”

30 maio de 2015: Houllebecq e Jelinek: uma a(l)moralidade sexual civilizada?

04 julho de 2015: Freud e o tratamento do pornográfico pelo chiste

29 agosto 2015: As mulheres, a pornografia e o erotismo

26 setembro 2015: Lutterbach Holck: as eróticas lacanianas e a inexistência do outro

14 novembro 2015: Jorge Luis Borges e “A seita do Fenix”: o coito enigmatizado

05 dezembro 2015: Nova moral sexual civilizada? Novas doenças nervosas?


Responsável: Márcia Rosa (Membro da EBP/AMP)

Horário e Frequência: das 11h00 às 13h00, mensal aos sábados

Local: Sede da EBP-MG

Inscrições: A inscrição é semestral e, para o primeiro semestre, deve ser feita com a coordenadora no período de 15 a 23 de março de 2015, pelo e-mail marcia.rosa@globo.com

OBS. Este trabalho de extensão ocorre na sede da Escola Brasileira de Psicanálise:
Rua Felipe dos Santos, 588 – Lourdes – Belo Horizonte-MG.

Anúncios